Livro Um Modelo Para A Morte | Os Suburbanos | O Paraíso Dos Crentes. - SÓLIVROS

Livro Um Modelo Para A Morte | Os Suburbanos | O Paraíso Dos Crentes.

(Cód.9788525057235)
| Deixar comentário

Um modelo para a morte | Os suburbanos | O paraíso dos crentes Tudo começou com um panfleto para uma fábrica de iogurte. Para atender família Casares. Para atender a encomenda, os amigos se reuniram em uma casa de campo para escrever e começaram uma parceria queSaiba Mais


R$27,82
1x de R$27,82 sem juros
- +


Um modelo para a morte | Os suburbanos | O paraíso dos crentes

Tudo começou com um panfleto para uma fábrica de iogurte. Para atender família Casares. Para atender a encomenda, os amigos se reuniram em uma casa de campo para escrever e começaram uma parceria que deu origem não apenas a livros, mas a dois autores.

A Biblioteca Azul publica novas edições dos três volumes escritos por Borges e Bioy em uma colaboração tão íntima que heterônimos,com a peculiaridade de serem “heterônimos de dois”. "Um modelo para a morte" é o único texto assinado por B. Suárez Lynch, discípulo literário de Bustos Domecq.

O conto é uma sátira às novelas policiais, misturando investigação rigorosa, exageros racionais e comentários aleatórios. Os roteiros de cinema "Os suburbanos" e "O paraíso dos crentes" são assinados pela dupla Borges e Bioy. O primeiro narra uma história de Julio Morales, que em sua jornada à procura de um homem de coragem busca a si mesmo.

"O paraíso dos crentes" faz uma incursão pelo lado obscuro de Buenos Aires enquanto parodia filmes de gângster. O escritor argentino Alan Pauls afirma que "amparados por um pseudônimo Borges e Bioy lançaram mão de elementos que não poderiam nunca figurar em suas obras individuais", como "o uso brutal da cultura popular, atrevimento e paixão rasteiras".

Sobre o Autor
Adolfo Bioy Casares (1914-1999) nasceu em Buenos Aires e, por fazer parte de uma família abastada, pode dedicar sua vida à literatura. Começou a estudar Letras e Filosofia na universidade, mas abandonou os estudos para torna-se escritor. Nos anos 1930, aproximou-se do grupo responsável pela revista literária Sur, no qual conheceu Jorge Luis Borges e sua esposa Silvina Ocampo. Publicou diversos romances e antologias de contos. Sua obra foi reconhecida por diversos prêmios literários, como o Gran Premio de Honor, da Sociedad Argentina de Escritores (1975), o prêmio da Légion d’Honneur da França (1981) e o Prêmio Cervantes (1990).

Jorge Luis Borges (1899-1986) nasceu em Buenos Aires. Antes de falar espanhol, aprendeu com a avó paterna a língua inglesa, idioma em que fez suas primeiras leituras. Em 1914 sua família se transferiu para Suíça, onde Borges completou os estudos secundários. Em 1919, mudou-se para a Espanha. De volta à Argentina, publicou três livros de poesia na década de 1920 e, a partir dos anos 1930, os contos que o tornaram célebre. Colaborou a revista literária Sur e junto com Bioy Casares fundou a Destiempo, que durou apenas três exemplares.

Foi funcionário da Biblioteca Municipal Miguel Cané e diretor da Biblioteca Nacional. Em 1956, quando passou a lecionar literatura inglesa e americana na Universidade de Buenos Aires, os oftalmologistas já o tinham proibido de ler e escrever, pois estava perdendo a visão. É autor de uma vasta obra reconhecida internacionalmente e considerado um dos principais autores do século XX juntamente com seu amigo Bioy Casares.

Autor: Adolfo Bioy Casares
Assunto: literatura
Ano: 2014
Idioma: Português
Editora: Biblioteca Azul
Quantidade de páginas: 229
ISBN: 9788525057235
Peso: 258g
Tamanho: 21x14

Comentários sobre o produto




Informações sobre garantia

Sem garantia